28 março 2013

Uma Garota de Sorte- Última Parte



 ( Primeiramente, gostaria de pedir perdão aos leitores do blog pela demora em postar e aparecer, realmente nao estava podendo atualizar o blog. Espero está perdoada e vamos lá.)

- Estou cansada amor, ainda está longe de chegarmos nessa fazenda?
Daniel continuou a olhar o chão de terra sem dá muita atenção para Bianca.
- Daniel, você está me ouvindo? Está sério desde cedo.
Daniel manteve-se calado, Lia o olhava com doçura, dando um leve sorriso de canto admirando o jeito sério do rapaz. Ele acelerou mais um pouco.
- Daniel você está zangado com algo?
O rapaz parecia não ouvir
- Daniel?
Lia interrogou com um timbre mais forte esperando que ele respondesse
- O que é?

Ele falou em um tom agressivo, com uma tonalidade forte e um semblante enfurecido.
Lia mordeu o lábio inferior e tentou entender o motivo pelo qual ele estava sendo grosso, ele nunca a tratara dessa forma.
- você está zangado com algo?
- Com você, desde que entramos nesse carro você não para de falar um minuto sequer, não tem ouvido que aguente ne minha filha.
Lia abriu a boca, ela queria dizer algo, mas mal acreditava naquilo que estava ouvindo.. Cadê aquele cara doce e educado que ela conheceu? Esse não era o Daniel que ela conhecia, não era mesmo.
- Vê se cala a boca
Daniel olhou para ela enquanto pronunciava vagarosamente. Lia se calou por uns dois minutos, refazendo o que tinha ouvido em sua mente, revivendo as palavras dele. Após se questionar tanto resolveu perguntar para ele.
- Por que você está me tratando desse jeito?
- Você está me enchendo o saco. Quero logo chegar nessa porra e me livrar logo de você.
- Se livrar de mim? Como assim Daniel, não estou gostando dessa brincadeira”
- Não to brincando
Daniel a olhou novamente para falar com mais intensidade. Os olhos dele brilhavam.
- Para o carro, quero descer.
Ele fingiu que não ouviu.
- Para a droga desse carro.
Ela gritou
- tá certo
Daniel friamente falou e direcionou o carro para o acostamento, freando lentamenteparou o carro. O que se via na frente era um longo caminho de terra. Atrás era o longo caminho de terra percorrido; e dos lados apenas uma mata infinitamente sem limite. Lia apressadamente tentou abrir a porta
- Não meu bem, estão travadas.. e você não iria muito longe.
Ele apressadamente se deslocou ate o corpo dela e segurou fortemente a raiz de seus cabelos.Lia se sentia em um mar, desesperadamente louca por um lugar seguro. Daniel, moveu suas mãos para a blusa da menina, e começou a tirá-la agressivamente.
- Para Daniel, por que você esta fazendo isso?
Lia já estava chorando, ele posicionou seus olhos na mesma direção aos olhos dela, o rosto dele quase tocava o dela.
- Pena você não ser virgem, iria agradecer tanto.
- estou com medo de você.
Os olhos de Lia estavam encharcados de lágrimas estranhas, de uma sensação que desconhecia.
- Meu plano era que Bianca estivesse aqui também, iria ganhar mais ou menos uns 35 mil reais. Ah, você já está negociada viu? Quinze mil reais, é um preço justo não acha? Você é gostosa, mas se Bianca estivesse aqui ela valeria uns 20 mil, pelo fato dela ser uma morena gostosa e virgem. É Assim mesmo, quase, quase eu trazia ela também, mas não vou desistir, qualquer dia volto lá.
Ele riu continuamente... Não deixava de encarar Lia por um minuto sequer. Lia queria sair dali correndo, queria está em qualquer lugar desde que estivesse distante dele.
- Você me enganou seu monstro. Quero que você morra
- Acha mesmo que um cara lindo, inteligente, popular dentre milhões de qualidades que tenho, vai se apaixonar por uma só menina em tão pouco tempo? Acredite um homem que fica atrás de uma mulher passando por cima do próprio orgulho por ela, quer no mínimo uma foda bem gostosa.
As lágrimas escorria pela face da menina
- Nunca tive afeto por você Lia, nem por Bianca.  Esse é o meu trabalho, seduzir meninas ingênuas e vendê-las.
Ele terminou de tirar a blusa de Lia, jogou o peso do próprio corpo em cima do dela, agressivamente tirava a calça dela. Arrancou a calça de uma vez, jogando-a no banco detrás, rasgou a calcinha como se fosse um papel.
- O mínimo que eu queria com você vou realizar agora.

- E ai Pião, beleza?
- Conseguiu mesmo Daniel?
- Te falei brother, sou um cara de palavra..
- E cadê a morena que tu falou?
- Trago outra hora.
Daniel estava segurando fortemente os pulsos de Lia
- Tudo certo então, você não quer se divertir? Tem três ninfetinhas ai que tu vai gostar. Hmm..acho que quem vai estrear essa princesa sou eu.
Pião era um homem baixo, tinha poucos cabelos, olhos grandes, mão grossa, ele avaliava o corpo de Lia enquanto fazia mil e um planos em sua mente.
- Eu não posso ficar muito tempo, já tenho um próximo trabalho em vista, em Gurupi, conheci duas meninas lindas, os caras vão apreciar.
- Então entra logo Brow.
- Espera vou pegar algo no carro.
Daniel deixou Lia nas mãos de Pião e foi ate o carro, voltou com um caderno.
- Quero te dá isso Lia.
Estendeu o caderno na direção de Lia, Ali estava Lia, amargurada, apavorada, de cabeça baixa, desconcertada, desejando está em um outro mundo. Ela se sentia um lixo, um ser sem qualquer valor, um bicho, e ali diante dela estava o homem que ela mais amou em sua vida, o monstro em pele de cordeiro. Tão frio, sem sentimento, sem remorso, sem senso de culpa. Um ser totalmente psicopata.
- Você pode anotar o que acontece com você, o que deseja, o que quer. 
Ele riu enquanto encarava Lia, ele continuava frio.
- Desabafa Lia


Naoquero imaginar que isso vai ser para sempre, estou arrebentada de dor, estou afundando. Aqui é um inferno, ouvi que vou ser “negociada” com o dono de uma boate em Belém. Minha fé maior se encontra em poder entregar esse caderno para alguém. A minha fé vacila em não crer que Deus vê tanta injustiça e se cale diante das súplicas. Quem sabe esse caderno caia nas mãos de alguém que possa ajudar.
Meu nome é Eliane Rodrigues Ferreira, ao contrário das meninas que estão aqui nesse fim de mundo em Bom Jesus- PA, eu não vim para cá com esperança de emprego. Eu vim viajar com o homem que achei que me amava, só que tudo não passou de um jogo, “ esse é o trabalho dele”. Ganhar dinheiro fácil iludindo meninas que acreditam no amor. Amor que nada, Aliciada pelo cara perfeito, Quem pode imaginar? Ninguém! Por isso é mais fácil ser enganada. Ygor Daniel .....
Eu vou sair daqui.
 -Bianca, fique com as cartas, ela destinou metade do que escreveu a ti.
Meu mundo desabou novamente, tudo que restava de Lia estava nas minhas mãos, o que sobrara da minha melhor amiga estava em um punhado de papéis velhos. Eu nunca imaginei que lidaria com a morte assim tão rápido. O que sobrou no meu coração é pequeno demais para esquecer, a dor que sinto se destina somente a uma palavra: Vingança. Vou atrás dos culpados pela morte dela, nem que isso custe minha ultima lágrima, minha última gota de sangue. Minhas mãos começaram a tremer, eu precisava ler estas cartas, mas me sentia fraca demais para encarar aquilo como nosso último contato e PARA SEMPRE. 
“ você é uma garota de sorte Bianca”
Bianca despertou assustada envolvida em seu suor, a frase soou fortemente em sua mente novamente.
“ VOCÊ É UMA GAROTA DE SORTE BIANCA”

 Se voce sabe DENÚNCIE... 

O Ministério da Justiça oferece três serviços telefônicos para denúncias de prostituição internacional.
Os números 180 e 100 são do disque-denúncia. E o contato com a Coordenadoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, da Secretaria Especial de Direitos Humanos, pode ser feito pelo telefone (61) 2025-3038. Por questão de segurança, não há necessidade de se identificar. 
 SAIBA MAIS SOBRE O TRAFICO HUMANO-

9 comentários:

  1. Oi Anhy, quanto tempo rsrs, tá perdoada!

    Nossa, que final inesperado, me surpreendeu o que aconteceu com a Lia, já sabia que ela tinha morrido pelo cap. anterior, porém essa parte me deixou triste, coitada. Sabe está tua história ficou muito boa e informativa sobre esse tráfico humano, pode vir de quem menos se espera e para aprender a não confiar no 1 cara ou pessoa que conhecemos... Gostei muito, apesar do final da Lia, mas a Bianca realmente foi uma garota de muita sorte : ) Parabéns.


    http://loucurasedevaneiosbyliza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi flor...
    Obrigada por ainda ta acompnhando... Realmente peço minhas sinceras desculpas pelo meu sumiço...

    ResponderExcluir
  3. Valeu minha amiga! gostei! parabéns pelo seu romance, continue
    você tem muito talento! você tocou em um assunto que uma realidade principalmente no norte do pais onde menores são usadas
    como objetos: prostituição infantil, nós precisamos
    combater este mal,denunciando as autoridades e nosso pais precisar melhorar a qualidade de vida de muitos de nossos irmãos
    educação,trabalho,renda... precisamos melhorar e muito! forte abraço sucesso. estou atento!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá se Aguiar.. quanto tempo.. Fico contente em saber que voce gostou da história; Bom tê-lo sempre por aqui..
      Um abraço

      Excluir
  4. Nossa, que tenso! Adorei seu blog, realmente muito incrível, tem tudo para fazer o maior sucesso; Já estou seguindo, segue o meu também?
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá flor..
      Visitando seu blog para seguir..
      beijo

      Excluir
  5. Anhy, volte a postar aqui no blog.
    Aguardo as novidades, beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ygo.. Desculpe .
      Há tempos nao nos comunicamos..
      esta tudo bem com voce?
      Abraço

      Excluir
  6. Passei para dizer oi, olá observar e desejar paz para o seu coração. Anny, tudo de bom pra você. Forte abraço!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar. Só não vale deixar a santa e boa Ética de lado. Obrigada!