30 janeiro 2013

U*G*S IV





Tá perdido? Acompanhe
 Parte I  Aqui


Parte II  Aqui


Parte III  Aqui



- É isso que tenho que fazer para te ver outra vez? Acampar nessa padaria?
Bianca sentiu a intensidade das palavras. O menino mais lindo que já tinha visto em toda sua vida estava ali parado na sua frente, cortejando-a.
- Eu saio pouco.
Bianca falou sem pensar muito, com um tom sério, mas completamente inquieta interiormente.
-Quer sair comigo hoje? Estou com saudades
Bianca se intrigou ainda mais. Como assim saudade? Saudade de que?

28 janeiro 2013

U*G*S III


- Bianca, tem certeza que a Lia não está é morta?
Bianca sorriu e olhou para o relógio que estava na sala, uma sala pequena sem muitas coisas valiosas, era aproximadamente 15 horas, e Lia nunca havia saído do quarto.
- Morreu não mãe. Lia não dorme, ela inverna.

Bianca ligou a Tv em busca de algum filme interessante, enquanto sua mãe colocava o café no fogo.  Bianca tinha poucas semelhanças com a mãe, talvez o olhar profundo que as duas tinham, ou talvez o cabelo perfeitamente encaracolado.
- Filha, vai comprar pão.
- Ah mãe, justo quando eu me sento.
-Oxi, e eu já me sentei hoje Bianca? Ande logo e deixe de manha.
Bianca foi até a área e pegou a bis da sua mãe, a casa e a bis era o patrimônio mais notável que sua mãe tinha conseguido com a profissão de professora.

24 janeiro 2013

Uma garota de Sorte- Parte II




Semanas antes
E agora na passarela entra Giulia, a mulher melância, deixando amostra as belas pernas torneadas, seu olhar meigo e sedutor se contrasta com seus lábios carnudos e provocantes.
Aplausos....
Olivia é definitivamente a caipira mais bem feita que existe, 92 de busto, 94 de quadril.
Entra agora Ulisses o cara mais sem noção do colégio, suas pernas assemelha-se a pernas de muriçocas doentes, seu peitoral parece um buraco fundo.
Entrando a sensacional Lia, natural de Fortaleza, a cearense veio mostrar o orgulho de ser brasileira, com seu corpinho bem esculpido por deuses, essa galega de olhos azuis sabe como conquistar um homem apenas com seu olhar implacável.


21 janeiro 2013

Uma Garota de sorte- Parte I




- Bianca
Lia gritava por sua amiga
- Biancaaaaa
Tornando cada vez mais alto sua voz
- Biancaaaaaaaa
Bianca apressada se enrola com a toalha e sai apressada em direção a porta
- Bianca
Lia suspirou após uma voz cansada, ficou ao lado da porta tentando 
recuperar o fôlego, havia corrido pouca coisa, entretanto foi o suficiente para tal cansaço.
- Oxi, que foi que deu em tu Lia?
- Precisava te ver
- Num to entendendo é mais nada
- Estou indo embora com Daniel, vim me despedir de ti
- Tá louca Lia? Você vai mesmo? Vai largar tudo aqui?
- É só um mês dramática, prometo que volto, não posso recusar esse convite.- Você não quer vir? Seria perfeito eu, você  e ele.
-Não estou segura quanto a essa viagem, tem certeza que tu quer ir? Tu mal conhece ele.
- Amiga, eu sei que tem pouco tempo, mas estou tão apaixonada, ele é o homem que toda mulher reza para encontrar.
-Mesmo quando ele deu em cima de mim? Sua melhor amiga.
- Ah Bianca não começa, sabes que essa história já foi resolvida.
- Eu não sei Lia.
- Se papai perguntar onde estou diga que não sabes Bianca. Por favor, no tempo certo eu volto para cá. Combinado?
Bianca ajeitou a toalha que estava deslizando em seu malhado corpo mulato
- Eu vou te ligar ta bom? Te amo demais Bianca,  vou sentir saudades de ti demais.
Lia se aproximou e abraçou a colega, apertava forte o corpo da amiga.
- Tudo bem Lia, já pode me soltar.
Lia se afastou e entregou um colar com um pingente em forma de arco.
A menina Lia desceu a rua enquanto o sol se punha por detrás da casa de Bianca

 

Segunda e Sexta feira serão os dias das postagens.
Não deixe de acompanhar. 

17 janeiro 2013

Vem ai

Escrevendo é possível criar toda sorte de personagem, com as mais estranhas personalidades. É possível criar mundos e povos, com as mais estranhas características. Criar histórias atemporais e cenários que deixam o leitor de boca aberta.
Mas nada disso pode acontecer se não houver amor, colocado em cada palavra e transportado para cada fala. Sem este comprometimento, a história fica vazia e os personagens sem vida. Quem gosta de escrever, precisa ter além de tudo, coragem, pois estará sempre com vidas em suas mãos. O escritor tem o dom da criação, mas precisa equilibrar essa força, pois é um poder quase divino, colocado no papel. 

Texto e criação do autor J.C.Hesse
 
 
E assim com esse pensamento, vou iniciar uma trama dividida em alguns capitulos que postarei aqui no blog, provavelmente semanal, vou me entregar a esses personagens, desde já peço perdão por possiveis falhas.
Vem ai:

[Foto iliustrativa- Fonte- Google imagens]
 

15 janeiro 2013

Deixe-o brincar com fogo


Você não pode acolher todas as pessoas em teus braços. Não pode desejar salvar o mundo sozinho. E também não pode ater-se em tentar salvar uma pessoa todas as vezes que ela quiser colocar a mão no fogo.
Algumas pessoas só aprendem quando se queimam, e neste momento aprendem a desviarem-se do fogo sozinhas, sem ser necessário que te preocupes com elas.
Claro, que é muito bom ajudar as pessoas, mas nos incêndios que assolam nosso mundo, nossas vidas, deixar que cada um faça a sua parte implica em deixar que cada um cuide de si, também.
Alguém precisa ser capaz de levantar para permitir que você possa estender a mão a outro, e à medida que as pessoas vão levantando, você deixa de ter uma preocupação para ganhar um aliado.
Autor Desconhecido

Refletindo

“As dificuldades devem ser usadas para crescer, não para desencorajar. O espírito humano cresce mais forte no conflito” (William Ellery Channing).
 

09 janeiro 2013

Tudo ao seu tempo

Existe na bíblia um versículo que diz: " Há um tempo determinado para tudo debaixo do sol".
Creio profundamente na veracidade dessa frase.
Existe o tempo em que você se recolhe de tudo, onde você está escondido de todos, então surge o tempo em que você está pronto para resplandecer diante do mundo.
Esse último ano me ausentei muito do blog, mas não é questão de querer está afastada. Foi um tempo que passou e está passando, entretanto o outro tempo que virá será de plena dedicação e presença no meu cantinho.
Retribuindo cada visita dos meus amigos que tem se mantido firme em sempre visitar o blog, agradeço o carinho de vocês.
Acredito que esse novo tempo está proximo de surgir, e não será apenas o nome do blog, será presença, novas postagens cheias de novidades, confraternidade e muita amizade.
Desde já agradeço por ter lido até o fim e um bom ano novo para você.
Super atrasado-.
" Tempo para tudo"!

O que sou?

Sou só eu? Apenas eu? Ou sou só e apenas mais uma?
E entre tantos eu me perco e nem sei mais quem sou.
Sou teoria ou prática? Realidade ou ficção?
Sou o que alguém planeja ou represento nada?
E o que sou hoje serei até quando?
Quando mudarei minha forma de pensar?
E quando eu mudar, serei outro alguém?
Ou o mesmo alguém com outros pensamentos?
Acho que sou folha em branco onde me refaço,
escrevo e reescrevo, reivento outras maneiras,
mas vou me deslizando pela folhaem branco até o fim.
E sei que fui e sou mais que palavras em uma folha.