05 dezembro 2012

Medo

Você tenta se manter longe, teu coração começa a acelerar, você simplesmente sente medo.
Medo de se aproximar, medo de encarar, levanta menina, levanta de onde estás e encara teu medo de pertinho. Olha no fundo dos olhos dele e diga que não sente mais medo. 
Calma menina, eu vou te deixar fazer isso. Alegre-se então, estou bem aqui esperando voce vencer esse medo, continuarei aqui. E se quiseres desistir também estarei aqui, mas insitindo para que continues. Quero ver você com ele na mão.
Quero ver o teu sorriso de felicidade por ter teu maior medo entre teus dedos, terás dominado o teu pavor. Estarei orgulhosa contemplando tua vitória, mas se tu largares ele e começares a gritar em um escândalo eu irei rir muito. Talvez até filmar e te mostrar depois para voce ver onde precisa melhorar, em que parte precisa de mais coragem e onde precisa do meu apoio.
Estou aqui do outro lado, mas torcendo demais para que vocÊ vença teu medo de calangos.
Voce vai ver o quão inofensivos eles serão ao te conhecer. 
O maior perigo é na mente. 
Vamos brincar com os calangos?

Ser dependente


Você ama poder ter a pessoa querida por perto, ama o cheiro do perfume que ela tras consigo.
E simplesmente ama está ao lado, sem fazer nada ou salvando o dia de alguém.
Nao importa o que vão fazer, mas voce precisa da presença, pois voce é um dependente. 
E a unica cura é a presença da pessoa. 
E assim continua os sms, as ligações, as marcações no facebook, os e-mails.
E o que voce sente é tão unico que voce só sente quando está com a pessoa. 
E para sentir de novo tem que esta  perto de novo, pois voce não sabe descrever a emoção que é está perto de quem se gosta.
E só se cura essa ausência com a presença. Somente assim podemos sentir pela milesima vez a mesma coisa.
E o unico inimigo nesse momento é o tempo.