08 agosto 2012

Um Poema de....


O Sonho não pode acabar

O mundo despencando em conflitos e guerras
Lançado o homem nas trevas.
Fisgando suas forças sem jamais devolver
Tirando do seu peito o sonho de viver.

Já não temos mais noites de descanso
Tudo é um perigo, motivo de espanto.
Basta observar, nas ruas, os passantes
Sempre atentos, num ritmo constante.

Os pais têm medo deste mundo
Que está pronto a destruir-nos numa fração de segundos.
Fazendo-nos mergulhar na lama do individualismo
Enchendo nossas mentes pelo prazer no egocentrismo.

‘Tem que ser o melhor, não basta apenas ser bom ’
É esta a regra do sistema, mencionada sempre em alto som.
Nas universidades, nos bares ou nas igrejas
Para os estudantes, alcoólatras, ou mesmo entre as freiras.

E ninguém se importa com quem foi excluído
Tratamos o nosso próximo como se fossem inimigos.
O mundo moderno cegou nossas mentes
Deixando-nos psicologicamente doentes.

Tornamo-nos aos poucos, pessoas sistemáticas
Escondendo nossos sonhos num caráter enigmático.
No trabalho não podemos demonstrar afeto
É triste, mas este sistema corrupto está transformando nossas vidas num deserto.

São tantos os discursos sobre a tão desejada paz
Minhas palavras talvez sejam mais umas entre tantas a mais.
E não basta ficar parado vendo tudo acontecer
Vendo nossos jovens marginalizados, perdendo a vontade de viver.

É preciso arriscar-nos, acreditar no outro
Pois a vida sim é um verdadeiro tesouro.
As competições podem nos dar ‘prêmios’ materiais
Mas o amor é que nos torna pessoas reais.
Com sonhos, esperanças e ideais.

E mesmo num mundo sem princípios, sem boa conduta
É preciso acreditar no amor como força absoluta.
Despertar no outro a vontade de sonhar e viver.
E através do amor fazer o sonho renascer.

E veremos o quanto é recompensador
Devolver ‘sonhos’ em meio a tanta dor.
Compartilhar a alegria do sorriso de uma criança
Poder ajudar famílias, dar esperança.

Temos esse poder
De fazer brotar um novo amanhecer.
Só precisamos amar, correr atrás, acreditar.
Pois ‘O sonho não pode acabar. ’
 
Ananda Cristina Vieira de Oliveira

Um comentário:

  1. Tenho pensado... precisamos nos humanizar e incluir... plantar e não acumular...

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar. Só não vale deixar a santa e boa Ética de lado. Obrigada!