22 junho 2012

O tempo que não volta




Ele foi passando em forma de estações pela minha janela. 
Transformando melodias e épocas.
O tempo escondeu alguns velhos medos no meu guarda roupa.
E tudo aquilo que eu vivi fez parte de um tempo que não volta.
Não há razão para me esconder agora, estou de pé nesse novo tempo.
Recriando imagens e velhas lembranças tento me desfazer de um tempo que não volta.
Foi o mesmo tempo que guardei dentro de mim, o tempo que voou pela janela.
Quando eu valorizava o que hoje não tem importância,
E quando eu me importava com coisas que hoje parecem fúteis demais. Era só o tempo passando.
Talvez se o tempo não tivesse passado eu ainda estaria presa em tudo que me atrasou.
OS dias trazem lágrimas e as noites sorrisos, e o dia e a noite reveza nessa eterna melancolia própria do ser humano.
O tempo que não volta me fez ser diferente, talvez por isso que ele não volte.

17 junho 2012

DOS MILAGRES

DOS MILAGRES
O milagre não é dar vida ao corpo extinto,
Ou luz ao cego, ou eloqüência ao mudo...
Nem mudar água pura em vinho tinto...
Milagre é acreditarem nisso tudo!
 
Mário Quintana