28 janeiro 2012

Ele e ela

Ele jogava futebol
Ela escrevia poesia
Ele era rude, agressivo.
Ela era doce e delicada
Ele era aplaudido
Ela era elogiada
Ele conheceu ela
Ela reconheceu ele
Ele se apaixonou
Ela se enganou
Ele sofreu
Ela esqueceu
Ele voltou a namorar
Ela nunca parou
Ele virou jogador famoso
Ela nunca foi reconhecida
Ele faz sucesso
Ela nem sabe quem é
Ele continua amando ela
E ela, bem...
...Ela ainda escreve sobre o que nunca sentiu.


5 comentários:

  1. Aii amei...super show! Me lembrou um pouco...pelas diferenças a música Eduardo e Mônica da banda Legião Urbana.Adorei!
    Bjus!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana! Até quarta feira eu apresento ao leitores os novos colunistas do blog. Vou mandar um e-mail para você em breve, explicando tudinho!
    Bjus!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa isso é muito ruim...ficar sem net! Mas..quando colocar a promo no ar eu te falo!Bjus!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Quem sabe um dia ela se decida?
    É preciso sonhar. Mais... é preciso deixar acontecer!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Poesia e suas possibilidades, Anhy continue escrevendo
    poeta inventa... poeta percebe...poeta ama... tens talento menina!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar. Só não vale deixar a santa e boa Ética de lado. Obrigada!