09 outubro 2011

Um poema de


As coisas antigas já passaram
Procuramos Cristo
nas palavras escritas,
Nas suaves músicas,
nos pequenos grupos,
Nos blogs cristãos,
Até na televisão...

Ficamos a toda hora
Numa eterna procura,
Criticamos a demora
A vida fica escura
Sem a nossa aurora.

Damos voltas,
Corremos o mundo
Conhecemos pessoas
E não encontramos
O que procuramos...

Até que chega alguém
Que vemos todo dia
E nos chama a atenção:
Explica que Jesus Cristo
Está no nosso coração.

Então é por isso?
Como posso procurar
Cristo fora de mim?
Se eu sou o templo
Do Espírito Santo,
Por que busquei tanto?

Coisas novas espero
Para minha vida,
Eu estou em Cristo
Sou por Ele querida
E dEle não desisto.

Não faz mais parte de mim
a insegurança, o medo,
quero sentir que sou capaz,
não quero mais ter segredos,
pois, agora encontrei a paz.


Chris Amag

3 comentários:

  1. Olá, Ana, a Paz!

    Obrigada por me destacar aqui no seu blog, é um presente, neste belo domingo!

    Você não imagina que ler esse meu poema, que nem me lembrava mais, veio ao encontro de tudo que estava sentindo hoje, como se você tivesse sido usada por Deus para me dizer palavras que saíram de mim um dia e que hoje estou precisando delas... Obrigada!

    Que legal que vai publicar um livro. Eu trabalho com revisão de texto e, se você quiser, pode me mandar as suas dúvidas, ou o seu texto para eu revisar, que farei isso de coração, sem custo algum.

    Parabéns pelos textos e pelos blogs.

    Um grande beijo.

    Chris

    ResponderExcluir
  2. OBrigado pelo carinho, simparia e interesse,,]
    Um prazer te conhecer!!!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Como é bom ter amigos e compartilhar as nossas
    poesias nossos textos. você ficou feliz e fez
    sua amiga feliz... comunhão... como precisamos
    exercitar nossos relacionamentos! parabéns!
    Forte abraço, A Paz!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar. Só não vale deixar a santa e boa Ética de lado. Obrigada!