28 julho 2011

O fim e o recomeço de uma amizade


O Fim e Recomeço d 1 amizade
- Amiga preciso falar um assunto sério contigo.
- O que foi?
- O Pedrinho acha que você não é o tipo de amiga pra mim.
- Eu já suspeitava que ele não gosta de mim, mas onde você quer chegar?
- Aline, Eu queria para agente continuar sendo amigas, mas sem ele saber, em segredo.
- Então você está me pedindo pra nossa amizade ser segredo?
- pelo menos na frente dele.
- Você é minha melhor amiga. Quer acabar nossa amizade de anos e anos, por causa de um garoto que faz 3 semanas que você conheceu.
- Eu não quero acabar nossa amizade. E além do mais Eu amo muito o Pedrinho.
- Em 3 semanas você conseguiu ama-lo mais que a nossa amizade?
- Ele é o garoto perfeito, ele me ama, e diz que faz qualquer coisa para está ao meu lado. Você faria qualquer coisa para está do meu lado?
- Lía, Você sabe que eu faria.  Só não sabia que você seria capaz disso.
- Eu não quero escolher entre você e ele.
Chorando ela falou. – Você já escolheu. Se for pra ter sua amizade escondida, por esse motivo. Eu prefiro nem chama-la de amiga. Fim de amizade.
- Então você vai acabar nossa amizade?
- Foi você que acabou. Ela saiu correndo
Na madrugada daquele dia o telefone tocou. Era a mãe de Lía.
- Aline, vem para o hospital central. Lía está na U.T. I.
- O que aconteceu com ela?
- Acidente de carro. Ela foi para balada com o Pedro, mas no caminho ele perdeu o controle e o carro capotou, até bater em uma árvore.
Aline foi desesperada. Ela não conseguia conter as lagrimas. A dor era forte demais.
Chegando lá. Ela abraçou a mãe de Lía. Quando o doutor chegou.
- Estamos precisando urgente de um transplante renal.
- O que? Transplante?
- Os rins foram muito afetados, nas outras regiões conseguimos controlar o perigo, mas os rins....
Ele foi interrompido.
- Mais doutor, eu não posso doar. Tenho problema nos rins. Eu não posso.
- E ninguém da família?
Aline sabiaa dor que era falar sobre esse assunto, então ela interrompeu.
- Eu posso doar?
O médico olhou para ela.
- Você sabia que corre o risco de ter complicações.
- Eu faço qualquer coisa para está ao lado dela.
O transplante foi bem sucedido.
Lía ficou 3 dias em coma. Alinepediu que sua cama ficasse do lado de Lía, ela queria cantar a música delas. Elanão saia de perto da amiga, mesmo precisando descansar depois do transplante. Quando Lía acordou foi o primeiro rosto que ela viu.
- Aline?
- Lía. Ela foi até a cama de sua amiga. AS lagrimas de Aline percorreram a face de Lía.
- Onde estou? Cadê Pedrinho?
- Você está na U.T.I., Pedrinho está foragido da policia, por não prestar socorro a vitima, e por 2 homicídios.
- Pedrinho é assassino? Então você estava certa. O que você está fazendo aqui?  Você disse que não era mais minha amiga.
- Eu também disse que faria qualquer coisa para está do seu lado, lembra? Eu te amo. E se a consequência do meu amor for ter complicações na minha saúde, eu terei, mas não me arrependerei por ter te amado.
- Como assim Consequência? 
- Para está do seu lado, eu tive que fazer muito mais do que engolir meu orgulho, eu doei um rimpra você.
Lía não se conteve e chorou muito. Em soluços ela falou.
- me perdoa, Me perdoa, me perdoa, eu troquei você....
Ela foi interrompida.
 - Ei, Para. Não precisa se culpar. Qualquer pessoa pode ser enganada a qualquer momento.
- Mais eu não apenas me enganei. Eu troquei uma amizade verdadeira por uma ilusão.
- Eu te amo. E faria tudo outra vez.

Um comentário:

  1. Anhy M. é um enorme prazer falar com você. Obrigada pelas carinhosas palavras em meu email. Desculpe a demora por respostas, hoje cheguei de férias e só agora pude responde-la. Seja sempre muito bem vinda. Um grande abraço para voce linda!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar. Só não vale deixar a santa e boa Ética de lado. Obrigada!